Empreendedorismo

Como conseguir capital para abrir uma empresa?

Obviamente, quando se tem capital próprio, esta pergunta não é procedente. Mesmo assim, um planejamento prévio para a abertura da empresa é fundamental. Recomenda-se a elaboração de um Plano de Negócio para verificar todos os aspectos do novo empreendimento. Para isso, é necessário pesquisar, entender e definir o mercado onde se vai atuar e como a empresa irá funcionar, culminando com um estudo financeiro. Esse irá projetar receitas e custos do negócio e também indicadores de viabilidade que auxiliam a diminuir os riscos de qualquer novo empreendimento.

No entanto, grande parte dos empreendedores não tem capital próprio e precisa de recursos de terceiros para a realização do sonho de abrir um negócio. Um esclarecimento é válido: o Sebrae não empresta dinheiro, isso cabe às instituições financeiras.

E você sabe de onde vem o dinheiro que os bancos emprestam para os empreendedores que precisam financiar seus projetos? Especificamente para abertura de empresas, o capital repassado é captado de pessoas e organizaçõesque têm disponibilidade para fazer aplicações financeiras. Essas instituições são bancos públicos e privados, como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), bancos de desenvolvimento estaduais e regionais, cooperativas de crédito, as instituições de microcrédito, instituições de microcrédito e financeiras, factorings e correspondentes bancários.

Já se tornou comum escutar a frase: “Banco só empresta para quem não precisa”. Essa afirmação é muito pertinente quando se trata de candidatos a empreendedores individuais e para abertura de micro e pequenas empresas. Na realidade, o que dificulta enormemente a liberação do crédito é a falta de entendimento dos empreendedores sobre como acessar os recursos e como as propostas são analisadas pelas instituições financeiras.

Na maioria das vezes, os candidatos a empresários não têm informações claras e inteligíveis sobre o negócio que pretendem abrir. Se não têm para eles mesmos, o que dizer das informações que os bancos necessitam para realizar uma análise consistente que permita a liberação do crédito?

CONFIRA, ENTÃO, ALGUNS CRITÉRIOS UTILIZADOS PELAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS PARA A CONCESSÃO DO CRÉDITO:

  • A condição básica para se pleitear qualquer tipo de crédito é ter cadastro “limpo”.
  • Manter um bom relacionamento com a instituição financeira também pesa de forma favorável. Então, para a empresa obter crédito, é necessário ter ou iniciar relacionamento regular com as instituições financeiras. Mas isso pode ser um dificultador, pois a presença da pessoa jurídica ainda não existe.
  •  Conhecer, profundamente, o negócio que quer empreender e formatar esse conhecimento na forma de um Plano de Negócio bem-elaborado.
  •  O Plano de Negócio, quando feito com informações que reflitam a sustentabilidade do empreendimento a longo prazo, leva à comprovação da viabilidade, facilitando o parecer favorável das instituições financeiras.
  • A experiência profissional e gerencial dos gestores para conduzir o empreendimento é importante.
  • O empreendedor também deve ter interesse e capacidade de aportar recursos próprios, demonstrando, assim, comprometimento com o projeto. Normalmente, os bancos não financiam 100% do empreendimento, havendo necessidade de uma contrapartida por parte do proponente.
  • As instituições financeiras exigem, ainda, garantias nas operações de crédito, e elas têm de ser suficientes para cobrir em mais de 100% o valor a ser financiado.

Em resumo, o jogo tem regras, e elas precisam ser rigorosamente seguidas.

Fonte: Blog Sebrae-MG

Tags: , , , , , ,

Sem comentários ainda.

Comente