Comportamento, Empreendedorismo

Três dicas para novos empreendedores

Um novo empreendimento resulta em dedicação e boa coordenação nos negócios e com os futuros clientes. Devemos sempre saber o melhor caminho a seguir baseado em experiências anteriores e fatores que nos levarão a metas promissoras, por isso é mais que normal e compreensível se sentir sobrecarregado na fase inicial de seu negócio. Com seu novo projeto dando bons sinais e começando a ficar conhecido, provavelmente sua cabeça deve estar doendo só de olhar para todos os compromissos na agenda. É comum ficar impaciente quando se tem uma ideia boa a apresentar.

É por isso mesmo que é tão importante estabelecer prioridades. Benjamin Wald, empreendedor da área de tecnologia e investidor anjo, traçou três dicas para os iniciantes do empreendedorismo no site da revista Inc. Confira abaixo:

1. Faça vendas reais ou mesmo pré-vendas.
Vender um produto ou serviço que ainda não existe é uma das ferramentas mais poderosas dos empreendedores. Você precisa convencer um investidor em potencial (ou qualquer outra pessoa importante) a aplicar capital no seu negócio? Não há melhor solução do que a de vender o seu produto antes mesmo de ele ser finalizado. Isso pode soar arriscado, mas se você for capaz de vender uma quantidade significativa do seu produto antes de oficialmente ter o que vender, sua probabilidade de ser bem-sucedido será maior. O truque é o seguinte: você tem de fazer a venda pelo preço real, ou seja, tanto o preço de mercado quanto aquele que você calculou para atingir o lucro necessário. Um pequeno desconto para vendas antecipadas também é uma boa ideia.

2. Nunca faça uma refeição sozinho.
Um dos seus melhores recursos é o grupo de pessoas que está ao seu redor. Por isso, comece a agir! É a maneira mais simples de obter feedback, conhecer aliados e encontrar ajuda. Muitos empreendedores sentem a necessidade de manter uma ideia em sigilo justamente porque…alguém pode roubá-la? O grande lançamento não será tão interessante quanto poderia ser? Qualquer que seja a razão, ela não é boa o suficiente. O melhor jeito de conseguir respostas para perguntas que talvez nem tenham passado pela sua cabeça é conversar com pessoas. Isso pode vir a ser conveniente quando você começar a se reunir com investidores e estiver preparado para as perguntas que poderão vir.

Mantenha perto de você pessoas cujas ideias você valoriza e que enxergam por diferentes perspectivas. Você poderá se surpreender ao descobrir quantas novas ideias surgem a partir de conversas com pessoas de áreas diferentes. Você poderá até ser apresentado ao cliente ou investidor perfeito, alguém que você não teria condições de conhecer por outros meios.

3. Tire proveito do que estiver ao seu alcance.
Todo lugar tem algo a oferecer aos empreendedores. Se você ainda não tem certeza de como seu bairro ou sua cidade pode ajudá-lo, faça uma pesquisa com outros empreendedores para descobrir. Eles tendem a reconhecer a dificuldade do começo e raramente irão negar ajuda à próxima leva de fundadores.

Existem organizações e instituições que ajudam os recém-empreendedores a organizar suas ideias, aperfeiçoar seus discursos e enfrentar investidores. Apesar de elas não fazerem tudo por você (com razão), o auxílio pode dar o impulso de que você precisa.

Fonte: Revistapegn.globo.com

Tags: , , , , , , ,

Sem comentários ainda.

Comente